Welcome!

@DXWorldExpo Authors: Yeshim Deniz, Pat Romanski, Liz McMillan, Elizabeth White, Zakia Bouachraoui

News Feed Item

ZTE prevê aumento do lucro de três dígitos em nove meses

A ZTE Corporation ("ZTE") (código de ações H: 0763.HK / código de ações A: 000063.SZ), uma empresa de capital aberto global fornecedora de equipamentos de telecomunicações, soluções de rede e dispositivos móveis, previu que o lucro líquido mais do que triplicará nos primeiros nove meses já que o forte impulso nos negócios 4G LTE da empresa continua. O lucro líquido atribuível aos acionistas da empresa listada ficará entre RMB 1,7 bilhão e RMB 1,9 bilhão nos primeiros nove meses, representando um aumento entre 208,2% e 244,5% em relação ao exercício anterior, de acordo com as estimativas divulgadas pela empresa hoje. A ZTE também informou hoje que o lucro líquido do primeiro semestre aumentou 263,9%, ficando em RMB 1,13 bilhão. O lucro básico semestral por ação foi de RMB 0,33, enquanto as receitas aumentaram para RMB 37.7 bilhões.

Faça o download infográfico para visão pictórica do desempenho dos negócios da ZTE no primeiro semestre:
http://www.zte.com.cn/cn/temp/file/201408/W020140820659130894725.jpg

A última previsão da ZTE refletiu a força nas receitas derivadas de contratos de rede e das melhorias contínuas na rentabilidade dos contratos nos primeiros nove meses, sustentada por investimentos contínuos pelos clientes nas redes 4G na China. A empresa espera obter um aumento das receitas em relação ao ano anterior nos primeiros nove meses, conforme a ZTE colhe retornos sobre seus investimentos no desenvolvimento de produtos estratégicos chave, tais como roteadores de rede e chipsets. A empresa também espera obter ganhos de gestão mais eficaz do câmbio de moeda estrangeira.

Durante o primeiro semestre de 2014, a ZTE informou divulgou um rápido aumento da receita operacional proveniente das redes de operadoras na China, já que a empresa teve um papel fundamental no apoio às construções em massa das redes 4G. A margem de lucros bruta melhorou significativamente à medida que a empresa manteve a sua estratégia de focar no atendimento aos contratos de rede com maior rentabilidade. A ZTE teve um fluxo de caixa operacional positivo no primeiro semestre pela primeira vez nos últimos dez anos. A receita operacional de terminais de celulares no mercado interno caiu no primeiro semestre.

Distribuição Geográfica

No primeiro semestre, a ZTE registrou receita operacional de RMB 19.26 bilhões no mercado nacional, respondendo por 51,1% da receita operacional total do Grupo. Aproveitando as oportunidades apresentadas pela implantação em larga escala das redes 4G, o Grupo comprometeu esforços para desenvolver negócios em novos setores emergentes, tais como a Internet Móvel e a Computação em Nuvem no âmbito da sua estratégia M-TIC. Soluções inovadoras foram lançadas com maior capacidade interna, enquanto a cooperação estratégica com operadoras foi conduzida de uma maneira prática a fim de manter a posição dominante do Grupo e aumentar a sua participação de mercado, lançando as bases para um desenvolvimento sustentável de longo prazo.

A ZTE informou uma receita operacional de RMB 18,44 bilhões do mercado internacional, respondendo por 48,9% da receita operacional total do Grupo. Em conformidade com a estratégia de focar nas principais nações populosas e operadoras globais tradicionais, o Grupo aperfeiçoou ainda mais o seu perfil de mercado para alcançar operações estáveis e melhoria da qualidade.

Distribuição por Produtos

No primeiro semestre, o Grupo registrou receita operacional de RMB 21,84 bilhões para redes de operadoras. A receita operacional para terminais de aparelhos totalizou RMB 10,41 bilhões. A receita operacional para sistemas de software de telecomunicações, serviços e outros produtos totalizou RMB 5,46 bilhões.

Em relação aos produtos sem fio, a contínua inovação e melhoria da competitividade dos produtos forneceram a força motriz por trás do crescimento. Por exemplo, a solução inovadora Cloud Radio do Grupo impulsionou as vendas de produtos 4G nos mercados nacional e internacional, especialmente na China, onde o Grupo continuou a assumir uma posição de liderança no fornecimento de produtos 4G, com um crescimento efetivo da participação de mercado. Nos mercados tradicionais das redes 2G/3G, o crescimento estável foi alcançado conforme o Grupo continuou a aperfeiçoar seu perfil de mercado. Antevendo os futuros avanços das comunicações sem fio, o Grupo publicou um "Papel Branco" sobre as tecnologias 5G e assinalou o desenvolvimento das tecnologias 5G como um projeto estratégico.

Em relação aos produtos de comunicação óptica e de telefonia fixa, o Grupo manteve a sua vantagem tecnológica e capacidade de promover a inovação dos produtos em estreita sintonia com a tendência de desenvolvimento do mercado de banda larga. Em relação aos produtos de Computação em Nuvem e TIC, o Grupo também fez avanços significativos em relação aos produtos de Computação em Nuvem/Big Data (Grandes Dados) e produtos para data center.

A ZTE Mobile Devices foi estabelecida como uma operação independente no grupo, focada na mudança para uma abordagem mais voltada para o consumidor e orientada para a internet. Os recursos estão comprometidos, principalmente, com a criação de aparelhos premium, aplicativos e software, em uma tentativa de aumentar a competitividade dos produtos do Grupo e melhorar a experiência dos usuários. Durante o primeiro semestre de 2014, o Grupo lançou uma variedade de modelos de aparelhos premium destinados a diferentes grupos de consumidores. O reconhecimento da marca do Grupo entre os consumidores foi melhorada após vigorosos esforços para desenvolver novos canais de vendas, tais como as plataformas de e-commerce.

Inovações Tecnológicas

A criação de valor para os clientes sempre representou um princípio fundamental do Grupo. Estamos comprometidos com a criação de valor para os nossos clientes e o desenvolvimento mútuo junto aos nossos clientes através de inovações das tecnologias e produtos, com base em uma profunda compreensão das necessidades e expectativas dos clientes. No início de 2014, o Grupo anunciou a estratégia M-TIC, com o objetivo de se tornar um facilitador na era M-TIC, que facilita a criação de valor através da informação e mudança do enfoque no cliente para o enfoque no usuário. Em termos de estratégia de produto, o Grupo se concentrou principalmente nos produtos 4G de banda larga, incluindo negócios sem fio, de telefonia fixa, terminais e de banda larga. Os serviços e redes governamentais e corporativas, um setor que possui um enorme potencial de mercado, tornaram-se também um dos nossos focos para o desenvolvimento. Além disso, estabelecemos também o "CGO Laboratory" como uma incubadora e mecanismo para as futuras inovações para o desenvolvimento de novos negócios e setores.

O Grupo mantém um orçamento anual em P&D equivalente a cerca de 10% de sua receita de vendas. O Grupo estabeleceu 18 centros de P&D na China, Estados Unidos, Suécia, França e em outras regiões, assim como mais de 10 centros de inovação conjuntos em parceria com as principais operadoras a fim de garantir o sucesso no mercado através de uma melhor avaliação da demanda de mercado e da experiência dos clientes.

Em 30 de junho de 2014, o Grupo possuía ativos de patentes de mais de 53 mil itens, incluindo patentes concedidas de mais de 17.000 itens e pedidos de patentes internacionais PCT para mais de 15.000 itens. Membro de mais de 70 organizações internacionais de normalização e fóruns, e funções de coordenação e apresentadora nas principais organizações internacionais de normalização ocupadas por mais de 30 especialistas do Grupo, a apresentação de mais de 28.000 trabalhos de pesquisa no total e editorias e autorias de mais de 200 normas internacionais, o Grupo continuou a promover a sua vanguarda em tecnologias e patentes para produtos e tecnologias-chave, garantindo a melhoria contínua de sua capacidade para conter os riscos de patentes.

Nos primeiros seis meses de 2014, o Grupo teve papéis de liderança em P&D e industrialização de mais de 10 projetos, incluindo o Projeto Nacional 863, Electronic Development Foundation, Projeto de Computação em Nuvem, Projeto North Start e o Programa de Tecnologia de Guangdong.

Panorama Geral

Olhando para o segundo semestre de 2014, as oportunidades, assim como os desafios, serão abundantes no setor tradicional de telecomunicações, à medida que os setores de telecomunicações tradicionais e os setores emergentes da Internet continuam a evoluir com forças inovadoras, modernizando rapidamente os modelos de negócios e empresas tradicionais. Em relação às redes das operadoras, o setor das telecomunicações dará as boas-vindas a um novo ciclo de investimento com a implantação em larga escala das redes 4G no mundo todo, especialmente a questão das licenças 4G na China e a aprovação da operação experimental das redes híbridas TD-LTE/LTE FDD. No entanto, as operadoras devem abordar a questão do "dumb pipe" ou "dumb information", à medida que se envolvem totalmente nas operações 4G, e as oportunidades de negócios serão abundantes para aqueles que forem capazes de criar valor a partir das informações. Nos setores de serviços corporativos e de governo, a fusão profunda dos setores tradicionais e de Internet Móvel, a revolução da informação desencadeada por tecnologias emergentes, tais como a Internet das Coisas, Computação em Nuvem e Big Data, assim como a questão cada vez mais aguçada sobre a segurança das informações também apresentarão oportunidades de mercado. Em relação aos terminais de celulares, os terminais inteligentes da próxima geração serão mais inteligente e flexíveis, com recursos mais integrados. Há uma tendência para desenvolver o terminal inteligente em um dispositivo "vestível", conforme a inovação e satisfação das necessidades dos consumidores tornam-se fatores cruciais.

Para abordar as oportunidades e desafios descritos acima, o Grupo integrará e concentrará os seus recursos, de forma estratégica, durante o segundo semestre de 2014, em cumprimento ao seu princípio comercial central de "Inovação e intensificação." Continuaremos a nos concentrar nos produtos de rede das operadoras e a fortalecer a integração vertical do nosso setor público, do negócio TIC empresarial e negócio de aparelhos, nos esforçando para gerar retornos cada vez maiores.

Sobre a ZTE

A ZTE é uma empresa global negociada em bolsa fornecedora de equipamentos de telecomunicações e soluções de rede, com a mais completa linha de produtos que abrange praticamente todo o setor de telecomunicações, inclusive sem fio, acesso e portador, VAS, terminais e serviços profissionais. A empresa fornece produtos e serviços inovadores e personalizados para mais de 500 operadoras localizadas em mais de 160 países, ajudando-as a suprir as demandas mutantes dos seus clientes enquanto aumentam suas receitas. A ZTE compromete 10 por cento de sua receita anual em pesquisa e desenvolvimento e possui funções de liderança em diversos órgãos internacionais dedicados a desenvolver os padrões da indústria das telecomunicações. A ZTE está comprometida com a responsabilidade social corporativa e é membro do programa da ONU "UN Global Compact" ("Compacto Global das Nações Unidas). A empresa é a única fabricante de equipamentos de telecomunicações da China de capital aberto com ações comercializadas nas bolsas de Hong Kong e Shenzhen (código de ações H: 0763.HK / código de ações A: 000063.SZ). 0763.HK / código de ações A: 000063.SZ). Para obter outras informações, acesse www.zte.com.cn.

More Stories By Business Wire

Copyright © 2009 Business Wire. All rights reserved. Republication or redistribution of Business Wire content is expressly prohibited without the prior written consent of Business Wire. Business Wire shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

DXWorldEXPO Digital Transformation Stories
Today, we have more data to manage than ever. We also have better algorithms that help us access our data faster. Cloud is the driving force behind many of the data warehouse advancements we have enjoyed in recent years. But what are the best practices for storing data in the cloud for machine learning and data science applications?
DevOpsSummit New York 2018, colocated with CloudEXPO | DXWorldEXPO New York 2018 will be held November 11-13, 2018, in New York City. Digital Transformation (DX) is a major focus with the introduction of DXWorldEXPO within the program. Successful transformation requires a laser focus on being data-driven and on using all the tools available that enable transformation if they plan to survive over the long term.
Bill Schmarzo, author of "Big Data: Understanding How Data Powers Big Business" and "Big Data MBA: Driving Business Strategies with Data Science" is responsible for guiding the technology strategy within Hitachi Vantara for IoT and Analytics. Bill brings a balanced business-technology approach that focuses on business outcomes to drive data, analytics and technology decisions that underpin an organization's digital transformation strategy.
@DevOpsSummit at Cloud Expo, taking place November 12-13 in New York City, NY, is co-located with 22nd international CloudEXPO | first international DXWorldEXPO and will feature technical sessions from a rock star conference faculty and the leading industry players in the world. The widespread success of cloud computing is driving the DevOps revolution in enterprise IT. Now as never before, development teams must communicate and collaborate in a dynamic, 24/7/365 environment. There is no time t...
Headquartered in Plainsboro, NJ, Synametrics Technologies has provided IT professionals and computer systems developers since 1997. Based on the success of their initial product offerings (WinSQL and DeltaCopy), the company continues to create and hone innovative products that help its customers get more from their computer applications, databases and infrastructure. To date, over one million users around the world have chosen Synametrics solutions to help power their accelerated business or per...
DXWordEXPO New York 2018, colocated with CloudEXPO New York 2018 will be held November 11-13, 2018, in New York City and will bring together Cloud Computing, FinTech and Blockchain, Digital Transformation, Big Data, Internet of Things, DevOps, AI, Machine Learning and WebRTC to one location.
When talking IoT we often focus on the devices, the sensors, the hardware itself. The new smart appliances, the new smart or self-driving cars (which are amalgamations of many ‘things'). When we are looking at the world of IoT, we should take a step back, look at the big picture. What value are these devices providing. IoT is not about the devices, its about the data consumed and generated. The devices are tools, mechanisms, conduits. This paper discusses the considerations when dealing with the...
Charles Araujo is an industry analyst, internationally recognized authority on the Digital Enterprise and author of The Quantum Age of IT: Why Everything You Know About IT is About to Change. As Principal Analyst with Intellyx, he writes, speaks and advises organizations on how to navigate through this time of disruption. He is also the founder of The Institute for Digital Transformation and a sought after keynote speaker. He has been a regular contributor to both InformationWeek and CIO Insight...
For years the world's most security-focused and distributed organizations - banks, military/defense agencies, global enterprises - have sought to adopt cloud technologies that can reduce costs, future-proof against data growth, and improve user productivity. The challenges of cloud transformation for these kinds of secure organizations have centered around data security, migration from legacy systems, and performance. In our presentation, we will discuss the notion that cloud computing, properl...
CloudEXPO New York 2018, colocated with DXWorldEXPO New York 2018 will be held November 11-13, 2018, in New York City and will bring together Cloud Computing, FinTech and Blockchain, Digital Transformation, Big Data, Internet of Things, DevOps, AI, Machine Learning and WebRTC to one location.